10



This is what happens when it comes to ants and humans. We have these giants walking through this big area called Earth obviously shared by many, while tiny creatures do the same. As for these last ones, let us suppose that they are as frightened as if their lives depended on their next moves, as methodic as they could be while so full of plans for the future, or just as careless as an ignorant naive animal that cannot see how hard it may be to proceed after the next step taken. No matter how silly it may seem, no matter how it may suggest that there is a lack of commitment with serious themes, I am afraid this quite unexpected animation scene that we are still intending to make together is not meant to be just about it.
So let us have each ant carrying one single cardboard letter heavier than themselves in a row - yes, lined up as they very often do in the presence of humans - with one after another forming finally the words “we are working”. Then, a human comes with heavy paces through the grassy path near a smaller group of ants. But before the man comes nearer, an ant says “a human!” and the little animals hide with letters properly taken by their claws, and their hideout is behind a sandy formation on the ground. They long to form the Book Of Ants, but first they will have to face giants and a scenario they very often call “life as we see in our huge planet and in it only”.
That's all for now. I hope this message finds you in good health. May the ideas hereby proposed meet the ends of the project.  
Sincerely,
Your colleague L.

Isto é o que acontece quando se trata de formigas e humanos. Temos estes gigantes caminhando por esta grande área chamada Terra obviamente compartilhada por muitos, enquanto criaturas minúsculas fazem o mesmo. Quanto a estas últimas, vamos supor que estejam tão assustadas quanto se suas vidas dependessem de seus próximos movimentos, tão metódicas quanto pudessem estar enquanto tão cheias de planos para o futuro ou apenas tão descuidadas quanto um animal ignorante e ingênuo que não pode ver quão difícil pode ser proceder após o próximo passo dado. Não importa quão bobo possa parecer, não importa o quanto possa sugerir que há uma falta de compromisso com temas sérios, receio que essa cena de animação um tanto inesperada que ainda intentamos fazer juntos não é para ser só sobre isso.
Então, vamos ter cada formiga carregando uma única letra de papelão mais pesada que elas mesmas em fila – sim, enfileiradas como muito frequentemente o fazem na presença de humanos – com uma após a outra formando finalmente as palavras “estamos trabalhando”. Então, um humano vem com passos pesados pelo caminho graminoso perto de um grupo menor de formigas. Mas antes que o homem se aproxime mais, uma formiga diz “um humano!” e os pequenos animais se escondem com as letras propriamente tomadas por suas garras e seu esconderijo é atrás de uma formação arenosa no solo. Elas almejam formar o Livro das Formigas, mas primeiramente terão que encarar gigantes e um cenário que frequentemente chamam de “vida como a vemos em nosso enorme planeta e nele apenas”.
Isso é tudo por agora. Espero que esta mensagem te encontre em boa saúde. Que as ideias por meia desta propostas possam ir de encontro aos fins do projeto.


Atenciosamente,
Colega L.

Comentários