109

Mensagem n° 109: Mudei de endereço

Eu mudei de endereço. Faço de conta do mesmo modo. Não te atualizei; é porque achava que deveria fazer de conta sem companhia. Junto com uma atualização vinham os grupos que te acompanhavam. No grupo um, tinha um amálgama de sentimentos, que imensidade de cores, mas desligamento de fios. No grupo dois, setenta ligações telefônicas não identificadas, que caíam depois num buraco negro. Mas não quero que isso vire uma questão de desafios, de esfinges. Espero que esteja construindo ainda as suas pontes. Um dia, como antes, devo passar por uma delas. Nesse pedaço de tempo, sob uma pequena camada material, aquele que um dia conheci é real. Se falto com a materialidade eu mesma, tenho apego a sonhos e à fantasia de ninar. (...)

 

Hoje, desperto, mas de botas. 

Você é só uma pessoa. 

Não um sonho.

 

~


 


Comentários